Lana Insana

Não é uma criatura, entidade ou ser divino que move o universo; é você! Sempre foi e sempre será!

        Lana Insana nasceu em março de 1985, no Rio de Janeiro, vivendo a maior parte de sua infância e juventude numa cidadezinha chamada Lumiar, no meio das montanhas da Região dos Lagos - RJ. Atualmente trabalha na produção de seu primeiro livro com a Editora Círculo Soturnos. Seus textos são de uma profundidade caótica, perturbadora e insanamente erótica. Louca por natureza, já foi internada cinco vezes em centros de tratamento psiquiátrico, quando ainda era jovem e seus pais não souberam lidar com sua "estranheza".

            Personagem de si mesma, Lana (como prefere ser chamada, sem sobrenome que a faça lembrar que "teve" uma família), resolveu largar as sessões com seu psiquiatra e jogou fora todos os remédios. Ela acredita que só chegamos ao estado de normalidade quando assumimos como natural a loucura que nos define.

   Suas principais influências são: Marquês de Sade, Sadomasoquismo, Byron, Nietzsche, Poe, Baudelaire, Diamanda Galás, Marilyn Manson, Terror Psicológico, Insanidades...

         Não gosta de participar de redes sociais, mas tem uma conta no Instagram para não ficar totalmente excluída.

Livros relacionados à autora:

EM DESTAQUE:

Reflexões soturnas

12/4/2018

1/1
Please reload

Posts relacionados à autora:

10-Jun-2018

Louca por você, quero tudo!
Olhe minhas pernas, amor.
Sim... você da noite é o sortudo,
Desabroche esta linda flor.

Tem sonífero na bebida,
Rasgue minha roupa na cama.
No fim, quero apenas sua vida,
Seu gozo... por dentro me inflama!

Hoje, não será de ninguém;
Hoje apenas meu será morto.
Na cama será meu conforto.

Desfiro golpes, mais de cem!
Neste seu coração que é meu,
Obcecada por quem morreu.

12-Apr-2018

Erros humanos
Causando centenas de mortes,
Um homem
Enterra uma criança;

O horror humano
Na criança aterrorizada,
Uma menina confunde
Uma câmera com uma arma;

Gritos e desespero de milhares,
numa sala de sangue e dor,
Crianças tentam escapar
Da sala em que foram trancadas;

Milhares de almas
Humilhadas,
Estudantes massacrados
Num trágico acontecimento;

Milhares são assassinados
Pelas causas e ideais
De uma minoria repleta
De Medo e...

15-Dec-2017

Era domingo, fazia sol, mas ameaçava chover...

Do outro lado da calçada tinha um Chevette vermelho, era tão vermelho que dava vontade de ser atropelada por ele.

A primeira mulher, depositava na praça vasilhas azuis de dar enjoo, afim de alimentar os vira-latas da rua. Enquanto isso, uma segunda mulher, pedia para retirar as vasilhas azuis da praça, não porque estas lhe davam enjoo, mas porque a incomodavam os vira-latas da rua.....

Please reload

  • WhatsApp Soturnos
  • Twitter Soturnos
  • Youtube Soturnos
  • Instagram Soturnos
Logotipo Soturna Sintonia Preto.png