Blog Soturno

Encontre aqui todas as informações sobre tudo que vem ocorrendo em relação à editora Círculo Soturnos, além de entrevistas, textos dos autores, artigos e matérias sobre nossos lançamentos e eventos.

Desejo Enterrado (Cemitério pela Janela)



Um cemitério pela janela vejo As lápides e estátuas coloridas Enterrado efêmero desejo No coração soturna ferida Um cemitério pela janela vejo As lápides e estátuas coloridas Amor que fenece num lampejo Restos de lembranças esquecidas Um cemitério pela janela vejo As lápides e estátuas coloridas Soturno sonho, outrora ensejo Mentiras, emoções entorpecidas Um cemitério pela janela vejo As lápides e estátuas coloridas Nada que valesse meu desejo Meras ilusões, palavras distorcidas Um cemitério pela janela vejo As lápides e estátuas coloridas Enterrado jaz o que não revejo Fenecem afeições ensandecidas Um cemitério pela janela vejo As lápides e estátuas coloridas Amizade... Com tempo esqueço! Uma atroz e niilista despedida... Um cemitério pela janela vejo As lápides e estátuas coloridas Um renascimento que almejo Minha alma livre e enaltecida (Fernanda Miranda/ Nanda Scarllat, 07/08/2020)


***Capa do poema por James Gallagher



*Foto de cemitérios coloridos da Guatemala, que inspiraram parte desta poesia


13 visualizações
  • WhatsApp Soturnos
  • Twitter Soturnos
  • Youtube Soturnos
  • Instagram Soturnos
Logotipo Soturna Sintonia Preto.png