Blog Soturno

Rafael Melo na Bienal de São Paulo

02/12/2019

Continuando nossos artigos sobre escritores que vamos levar para a Bienal de São Paulo, dessa vez apresentamos nosso próximo autor, um escritor de Contos e Poesia, Rafael Melo.

 

O autor nasceu em 1989 no interior paulista, na cidade de Ibitinga. Ele escreve desde a infância, quando já era bastante observador com o cotidiano da família, não deixando por nenhum instante de descrever os passos de cada personalidade que convivia junto a ele. Além disso, o autor descreve com detalhes obscuros e mascarados em figuras de linguagem, toda a sua experiência de vida, de forma a fazer o leitor refletir com sensações de medo, abandono, horror, redenção, vida após a morte, insanidade e liberdade, em que passou por grandes turbulências pessoais, chegando até a frequentar uma reabilitação por 06 meses (2018) devido a problemas com vícios, e esse foi o maior período em que o autor se viu no controle dos seus medos.

 

Rafael Melo mescla em sua escrita um romance negro e fantasmagórico, tanto nos poemas quanto nos contos, há sempre uma paixão, um fascínio diferenciado em cada verso, em que boa parte das sensações foram buscadas pelo autor para que apenas pudesse descrever cada significado de forma consciente.

 

Apesar de escrever desde criança, somente em 2019 o autor começou a publicar seus escritos, em que faz parte da Antologia Poética “Madrepérola”, lançada pela Editora Andross, da Antologia “Contos do Desconhecido”, lançada pela Editora Immortal e na Antologia “Atmosfera Fantasma” sob o pseudônimo Thiago Myers, pela própria Editora Círculo Soturnos, onde será lançado seu primeiro livro solo. Cursa Letras Português/Inglês com intenção de se especializar em Literatura e se aprofundar mais em suas ideias e na própria escrita.

 

Com forte influência dos escritores Edgar Allan Poe e Álvares de Azevedo, o autor promete ser apenas o começo de uma nova caminhada através de sua primeira publicação solo pela Editora da Coruja. É com muita devoção e paixão à literatura, que seus contos e rimas poéticas se enriquecem aos detalhes do seu íntimo, visando um despertar espiritual e transformador através das suas dores para a Literatura Maldita.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Postagens Relacionadas:
Please reload

  • WhatsApp Soturnos
  • Twitter Soturnos
  • Youtube Soturnos
  • Instagram Soturnos
Logotipo Soturna Sintonia Preto.png